domingo, 1 de maio de 2011

Bolo de chai com cobertura de brigadeiro de gengibre

Eu adoro chai, aquele chá indiano feito com um monte de especiarias e leite. Aí outro dia me deparei com uma receita de bolo de chai e fiquei doida para fazer. Queria também estrear minhas mini-forminhas com furo no meio e estava mesmo procurando um bolo gostoso para isso.
A receita original é do Whisk Kid (em inglês), e eu segui tudo quase ao pé da letra (só não usei as 2 colheres de chá de baunilha, porque, confesso, esqueci de colocar!). É possível usar saquinhos prontos de chai ou fazer o seu próprio. Escolhi a primeira opção porque, embora tivesse cardamomo (!) em casa, me faltava a erva-doce, e estava rolando uma preguicinha de ir até o supermercado...
O bolo ficou macio, cheiroso e com o gosto do chai bem pronunciado – ou seja, é para quem gosta mesmo. Fiz 3 bolinhos nas forminhas furadas e o resto assei em forminhas de muffin. O Whisk Kid sugere um recheio com cream cheese, gengibre e manteiga, mas achei que rolaria um gosto/consistência de bolo de padaria e troquei isso por uma cobertura de brigadeiro de gengibre (amo gengibre!), que, como se pode ver pela foto, ficou bem consistente.


Bolo de chai

- 315 ml de leite
- 6 saquinhos prontos de chai (usei os da marca Tazo, que comprei no Starbucks – o Whisk Kid substituiu os saquinhos por: 6 colheres de folhas de chá preto + 15 bagas de cardamomo amassadas + 1 colher de chá de erva-doce)
- 1/2 colher de gengibre descascado e ralado
- 4 ovos + 2 gemas
- 2 3/4 xícara de farinha
- 2 xícaras de açúcar
- 2 3/4 colheres de chá de fermento
- 3/4 colher de chá de canela em pó
- 1/2 colher de chá de sal
- 1 xícara de manteiga à temperatura ambiente

Leve ao fogo baixo o leite, os saquinhos de chá (ou chá preto+cardamomo+erva-doce) e o gengibre. Ferva por cerca de 1 minuto e desligue. Deixe descansar por 5 minutos e coe, apertando bem os saquinhos de chá. Descarte os sólidos e deixe esfriar.
Em uma vasilha, misture os ovos, as gemas e 1/3 do leite com chai. Reserve. Na vasilha da batedeira, misture os sólidos: farinha, açúcar, fermento, canela e sal. Acrescente a manteiga e o restante do leite com chai. Bata em velocidade baixa até misturar e aumente a velocidade, batendo até ficar mais claro e fofo. Adicione aos poucos a mistura feita com os ovos, batendo até incorporar bem.
Leve ao forno preaquecido a 180º, até o palito sair limpo (como minhas formas eram pequenas, levou cerca de 20 minutos).

Cobertura de brigadeiro de gengibre

- 1 lata de leite condensado
- 150 ml de creme de leite
- 50g de gengibre descascado e ralado
- 1 colher de manteiga

Leve o creme de leite e o gengibre ao fogo até ferver. Coe e descarte o sólido. Deixe esfriar. Misture com o leite condensado e a manteiga e leve ao fogo novamente, até dar o ponto. Despeje sobre o bolo. Uma dica: se for fazer o brigadeiro para comer puro ou enrolar em bolinhas, use só 100 ml de creme de leite. Aqui, quis deixar menos doce para usar como cobertura e coloquei um pouco mais.

6 comentários:

Marina disse...

Oi Mariana. Eu fiz a receita do bolo de gengibre que voce passou faz um tempão e ficou super boa. Esse bolo de chai é parecido? Eu moro no interior do Paraná e aqui não tem Starbucks, vou fazer com os outros ingredientes, se bem que também não sei onde comprar cardamomo! rs
Bjs

Destemperados disse...

Para o lanchinho da tarde agora que o frio está chegando... ótima ideia!

mariana Z. disse...

Oi, Marina. Este bolo é parecido com aquele de gengibre mesmo, mas o gosto do chai fica bem forte (o bolo de gengibre é mais suave).
Cardamomo não é muito fácil de achar, viu? Aqui, eu comprei na Bombay Spice, que tem tudo que é tempero, pimenta, especiaria...
Um beijo.

mariana Z. disse...

Realmente, este é um bolo que combina bastante com fins de tarde de inverno...

Karina Batista disse...

Da próxima vez, manda um pedaço pra cá!!!! Vi seu post e lembrei de um concurso cultural de uma revista. A pergunta era sobre como seria a casa do futuro. Não respondi na hora, por pura preguiça, mas agora, pensando melhor, chego à conclusão de que a casa do futuro, pra mim, tem de ter transmissão de pensamento e teletransporte. Assim, quando a gente pensar em comer alguma coisa gostosa, pode fazer para os amigos e ainda mandar para longe só com a força do pensamento.

Bjos nas duas.

Rachel disse...

Passando para deixar um beijinho para mãe e filha...rs, e

"Ter mãe é ter um tesouro de raríssimo valor. Não há jóia, não há ouro, que se iguale a tal valor".

Feliz Dia das Mães amiga, tenha um lindo domingo entre os seus!

Bjuss!!!