sábado, 8 de agosto de 2009

gripe suína




ando sem saber o que pensar a respeito da tal gripe H1N1.

de um lado, pessoas tentam criar pânico, criando e fazendo divulgar notícias falsas, dando conta de um enorme número de mortes não divulgadas e de cidades prestes a decretar estado de calamidade pública; de outro, argumentam que tudo não passa de golpe da indústria farmacêutica pra vender o tal do tamiflu, e que a gripe não é mais letal que a gripe comum, nossa velha conhecida; no meio de tudo isso o poder público parece não se entender muito bem:os estados adiam o início das aulas no intuito de evitar a propagação do vírus, e o ministro da saúde acha isso um "disparate" .

coisas absurdas têm acontecido por esses dias. uma amiga minha foi mandada à argentina, a trabalho, e, na volta, foi impedida de entrar na empresa por uns dias, pra resguardar os colegas de eventual contágio. pode isso?????!?!? não teria sido mais fácil - e mais humano - não mandá-la pra argentina, evitando assim que ela pudesse se contagiar? felizmente ela está bem.

mas afinal, quem está certo?

devemos todos nos aquartelar, estocando alimentos para uma eventual "parada geral" do país?

ou podemos continuar nossa vida cotidiana, apenas fazendo o devíamos fazer sempre, todos os dias, por exemplo: lavando bem as mãos após tocar em objetos de uso comum, cobrindo o nariz e a boca ao espirrar, não futucando o nariz com o dedo sujo - aliás, nem limpo?


e você? o que acha disso? o que tem feito pra se resguardar? concorda com o ministro?

4 comentários:

gamela presentes disse...

Oi Fátima, estou sem saber o que fazer, tento pensar que não é grave.Mas...
Encontrei com um vizinho que mora no meu prédio, ele é diretor de um laboratório em Santo André, segundo ele a coisa é muito mais grave do que parece.
O que fazer?
Também estou super perdida.
Um beijo.
Fátima.

Iris Barcelos disse...

Amiga que legal isso que vc falou, penso exatamente assim,depois dessa maldita gripe,nem em crise mundial se fala mais.....bjos.

Lidiane Vasconcelos disse...

Oi, Fátima!
Sabe o que tenho feito a mais? Nada. Faço tudo como sempre fiz no meu dia-a-dia, principalmente quanto a higiene. E não me lembro de ter tido gripe comum...

Cuidar da higiene e alimentação, na minha opinião, são medidas básicas desde que o mundo é mundo e quem é bem informado sabe disso. E quem faz isso não fica doente a toa...

Não sei se criei anticorpos contra a gripe comum, muito menos contra a H1N1, só sei que vou vivendo a vida como sempre fiz.

Se tudo não passa de lobby das indústrias farmacêuticas não sei, mas que o desencontro de opiniões e orientações dadas pelo governo é péssimo para o país, isso é... tem-se a impressão de desgoverno, de falta de rumo e planejamento. Horrível, isso!

Ótimo post!

...
Oh! Sonda é tudo de “bão” mesmo, exceto na hora de tirar. Para colocar deve ser outro teatro de terror, mas como eu não vi nem senti...
Duro é fazer o primeiro xixi depois dela... mas, oh! Sobrevivi...ehehehe...
Beijos!

Almira Almeida disse...

Fátima,
A verdade é que estamos todos muito assustados; se alguém espirra todos olham!!! Pelo sim pelo não temos aqui em casa nos prevenido seguido as orientações sobre esse assunto. Que Deus nos proteja!
Beijos.