segunda-feira, 9 de agosto de 2010

inhotim


eu já fui a belo horizonte outras vezes, pq tenho uma cunhada que mora lá. mas no feriado de 9 de julho um casal amigo sugeriu que fôssemos a turismo, com o objetivo principal de conhecer inhotim.

nós embarcaríamos num vôo da tam na quinta-feira à noite em congonhas, e os nossos amigos sairiam de viracopos, pela gol, mais ou menos no mesmo horário.
de manhã minha amiga descobriu que tinha feito alguma besteira com a compra online, e que a transação não tinha sido completada. resultado: não tinha passagens e, se quisesse viajar pela gol ou pela tam, teria de pagar o quádruplo do preço que teria pago inicialmente - a passagem dela era promocional.

achou, então, um vôo da azul, no sábado bem cedinho, com um preço bem legal, e com a volta também a preço promocional. ela ficaria só 2 dias em belo horizonte, mas quis ir mesmo assim. o site da empresa estava um pouco instável, mas ela conseguiu comprar os 2 bilhetes.
poucos minutos depois recebeu e-mail confirmando a compra de quatro passagens! ligou lá, explicou o ocorrido e pediu o cancelamento de duas.

à noite, quando eu já tinha embarcado, ela resolveu fazer o check-in pela internet, e constatou o quê?? que não tinha nenhuma passagem em nome dela ou do marido!!! a infeliz da atendente havia cancelado todas! ela rodou a baiana, mas não teve jeito, não tinha mais nenhum lugar naquele vôo, só mais tarde, e aí já não valia mais a pena.

enquanto isso eu já estava lá, brigando com a vivo pq nem o meu celular nem o do marido funcionavam - descobri depois que a vivo minas gerais utiliza uma tecnologia incompatível com nossos pobres aparelhos, que não são quadriband :(

nós tinhamos planejado alugar um carro e visitar inhotim na sexta-feira, mas, como acabamos ficando sozinhos, mudamos de idéia e fomos no sábado, usando um ônibus que sai da rodoviária às 10 horas e retorna às 16 horas.

gente, o lugar é simplesmente ma-r-a-vi-lho-so! imaginem o paraiso, tirem os anjinhos, as harpas, os sanduíches de phihadelfia e outras frescuras. é inhotim.

vegetação exuberante, paisagismo perfeito - dedo de burle marx - silêncio na medida certa, limpeza invejável, confortáveis bancos talhados em imensos troncos de árvores, tudo lá te convida a ficar em paz, a andar devagar, a contemplar, simplesmente contemplar...







além de jardim botânico, inhotim é um museu de arte contemporânea. existem obras expostas a céu aberto, e outras em  diversas galerias espalhadas pelo parque.




nós optamos por começar a visita pelo "lado errado" e deixamos de visitar as galerias que, segundo nos disseram, eram as mais interessantes.

vou confessar que nem eu nem o marido somos amantes dessa arte contemporânea que necessita de muita explicação do autor ou dos experts pra ser entendida. gostamos mais daquela arte que, ou representa alguma coisa, claramente, ou é bonita aos olhos. ponto.
não conseguimos ver beleza nenhuma em um barco de cabeça pra baixo, sustentado por algo que parece ser varas de pesca. marido ficou procurando explicação pra aquilo, e até achou uma bem engraçada! depois uma amiga (de são paulo/itu que a gente encontrou perdida por lá) nos disse que uma monitora explicou que aquele barco é feito de um mogno já extinto, e que o artista pretendeu fazer dele a representação de uma árvore :/



bom, mas pra quem gosta é um prato cheio, cheíssimo! artistas consagrados tem lá suas obras expostas - adriana varejão, cildo meireles, hélio oiticica, vik muniz, tunga, e por aí vai...

o restaurante tem uma comida deliciosa mas, se você não for cedo, precisa fazer reserva. muito bom comer olhando o verde em volta!



inhotim é um lugar pra ir uma, duas, várias vezes, até conhecer de cor todos os caminhos. eu voltarei, com certeza!

2 comentários:

gamela presentes disse...

Tive a oportunidade de conhecer em janeiro deste ano.
Também fiquei apaixonada, passei um dia inteirinho.
Tenho fotos dos pequenos nestes bancos, que por sinal são lindos!
Por sorte o restaurante estava tranquilo na hora do almoço, acho que era no meio da semana, acabei conversando muito com a chef, uma simpatia de pessoa.
Sentamos em uma mesa na parte externa, o dia estava lindo e enquanto comíamos aquela deliciosa comida, víamos macaquinhos pulando de galhos em galhos.
Faço a maior propaganda de lá, acho que todos deveriam conhecer.
Beijos.
Fátima.

Isabel Cristina disse...

OI Fátima!! Saudades!! A falta de tempo ( ou falta de planejamento dele) tem me afastado dos blos queridos!! Mas não esqueço nenhum deles!! Hoje estou atualizando as visitinhas e vim aqui espiar seu cantinho. Vc acredita que moro em BH e ainda não fui a inhotim? Já fui em Brumadinho, fazer um concurso para professor da prefeitura de lá. Mas ainda vou lá conhecer, sem falta! Beijocas